Menu

10 de julho de 2014

A 5ª Onda, de Rick Yancey

Autor: Rick Yancey
Ano: 2013
Páginas: 368
Editora: Fundamento

SINOPSE: Depois da primeira onda, só restou a escuridão. Depois da segunda onda, somente os que tiveram sorte sobreviveram. Depois da terceira onda, somente os que não tiveram sorte sobreviveram. Depois da quarta onda, só há uma regra: não confie em ninguém. Agora A QUINTA ONDA está começando... Cassie está sozinha, fugindo dos Outros. Ela vive em uma Terra devastada, onde qualquer pessoa, até mesmo uma criança, pode ser o inimigo. Um inimigo que parece humano, que espreita em todos os lugares, pronto para aniquilar os últimos sobreviventes. Permanecer sozinha é permanecer viva - Cassie acredita nisso até encontrar Evan Walker. Mas será que ela pode confiar nele? Será que ele pode ajudá-la a resgatar o irmão? Chegou o momento em que Cassie deve escolher entre a esperança ou o desespero, entre enfrentar os Outros ou se render ao seu destino, entre a vida ou a morte. Entre desistir ou lutar!


2014 foi e está sendo um ótimo ano em relação a leituras. Não sei se estou sendo mais seleto com os livros que leio, mas para vocês terem uma ideia não lembro nem de ter tido uma história que tenha me decepcionado pra valer. Foram diversos gêneros, desde o chick-lit, passando pelo suspense, fazendo uma visita aos infantojuvenis, dando um alô aos sick-lits e chegando até a cena literária nacional, onde tive grandes surpresas. Mas ao passo que todos esses gêneros me faziam entrar em êxtase com tantas tramas estupendas, sentia falta de um tema que dominou boa parte das minhas leituras do ano passado: a fantasia, com todas as suas possibilidades e inovações. 

Eis que então surge a oportunidade de apreciar uma obra que fez muitos blogueiros se encantarem com sua história, e foi a partir das resenhas que li a respeito de A 5ª Onda que decidi dar uma chance à obra. Dito e feito, aqui estou, tão encantado quanto meus colegas de hobby, para falar de um livro que supriu a minha abstinência de fantasia e fez mais: uniu um mundo distópico com a ficção científica, bateu no liquidificador e olha, deu bom. 

Rick Yancey é o tipo de autor come-quieto. Sim, até no meio literário existem os autores assim e aos baldes, não se enganem. Para quem está com cara de WTF, Gustavo?, autor come-quieto é aquele que vai chegando aos poucos, comendo pelas beiradas, te prende à história e de repente PUFF, você não consegue parar de ler. Agora você vai ter que concordar que existem muitos escritores assim. Não tanto como gostaríamos, mas têm. Então, voltando a resenha, Yancey possui essa característica muito positiva em sua escrita e que conquistou todo o meu amor. Sua narrativa é daquelas que prendem nos finais de capítulo, onde você precisa continuar a leitura senão seu espírito não viverá em paz. E o homem sabe como contar uma história, hein...

Já disse isso em outra resenha, e infelizmente de uma forma negativa, que toda trama que traz algo novo, diferente, o autor precisa de todo um cuidado especial para repassar ao seu leitor todo o universo que ele criou. Uma pena que nem todos consigam e é aí que está a diferença na qualidade de uma narrativa. Rick apresenta o mundo pós-apocalíptico e toda a composição desse lugar de uma maneira tão normal, quase despercebida, que quando você se dá conta já está sabendo como tudo funciona. É algo que não acontece e você fica tipo aff, agora vou ter que ler essa explicaçzzzzzzzzzzzzzz, ocorre dentro da trama, com todo aquele rolão acontecendo. É sensacional, não tem outra palavra.

A única ressalva que eu faço da história é pelo começo, e não é uma exclusividade de A 5ª Onda. Sabe aquela frase de namorado quando vai terminar o relacionamento e fica tentando colocar a velha desculpa do "o problema não é você, sou eu"? Eu com início de livros. Olha, vou confessar aqui que história que me ganha desde o comecinho tem ponto extra com o tio Gus, porque é sempre difícil uma trama me fisgar logo de cara. Sou ressabiado que só. Infelizmente com A 5ª Onda foi assim e a narrativa me ganhou logo após a primeira parte. Mas isso é questão de adaptação, e como a escrita de Rick tem uma pegada forte e a diagramação da obra é extensa, considero esse começo uma adaptação. Assim que eu peguei no tranco, a história foi.  

Sobre os personagens, não tenho o que reclamar. Todos são extremamente funcionais e não há nenhum cheio dos mimimis e chateações. Cada parte da história é narrada ora por Cassie, ora por Ben, um personagem que aparece já em um determinado ponto da trama e ganha bastante destaque no enredo. Então o livro se desenrola com duas narrativas paralelas, ambas incríveis, que possuem uma ligação entre si e fazem com que tudo ganhe uma intensidade ainda maior. Os rumos que o autor dá a essas narrativas são eletrizantes e surpreendentes e o final, ah, o final, esse chega e só te faz querer mais dessa série. E que venha mais!

A edição da Editora Fundamento está muito bonita. O livro possui folhas amareladas, a diagramação é simples, a fonte é de um bom tamanho e eu encontrei pouquíssimos erros de revisão durante a leitura. A capa da obra é linda, toda misteriosa, com certeza uma das mais bonitas da minha estante. Parabéns a editora pelo belo exemplar. 




7 comentários:

  1. Nunca tinha ouvido falar nesse livro, gosto sempre de conehcer novos porque assim coloco na minha "listinha" de livros que tenho que comprar para ler. Bom pelo oque você disse parece bem legal. Quando assunto é vida e morte temos que parar para ler. Beijos

    www.brrendacaroline.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Nunca tinha ouvido falar do livro, mas tenho que dizer: depois da sua resenha fiquei bem curiosa para ler.

    thoughts-little-princess.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Gustavo =)

    Bem vindo ao clube dos que amam este livro <3
    Muito fodástico! Adorei sua resenha, menino como você ficou empolgado com o livro e a leitura. Gostei de ver. E bom saber que gostou, afinal este é um livro que merece destaque e que é excelente. Fãs de distopia e ficção-científica que ainda não leram estão perdendo!!!!

    Ótima dica e resenha ;)

    Beijos,
    Livy
    nomundodoslivros.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Gus ^_^
    Venho desejando há tempos esse livro. Fiquei fascinado, primeiramente, pela capa. Depois, pela sinopse e agora leio finalmente uma resenha.
    Vc me fez desejar ainda mais essa obra.
    Amo distopias. Estou terminando uma agora (A Esperança - Suzanne Collins). Esse gênero pode ser chocante, dependendo da forma como o autor escreve, ou triste. Sempre vou ter um carinho especial por esse gênero.
    Voltando ao livro resenhado, fico feliz por todos os personagens terem uma função na história e não servirem só como alegorias. Também fico fascinado quando um autor me prende na escrita desde o começo. O ultimo, na distopia, foi a autora Marie Lu.
    Espero conseguir adquirir A 5 Onda ainsa esse ano e desfrutar dessa história chocante. ^_^

    ResponderExcluir
  5. OiOi Gustavo
    Fiquei conhecendo o livro através do teu blog e ele já entrou pra lista de desejados depois dessa tua resenha super empolgada :D
    Só fiquei triste por fazer parte de um série, ando tão sem paciência pra livros que não são volume único :/
    Parabéns pela resenha, tá bem completa e bem escrita.

    Beijoux ;*
    @pirulitolimao | http://agarotadalivrariia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Meninoooo
    Eu vi o maior burburinho nas redes sociais por causa desse livro, e não tinha entendido até o momento por quê. Agora tudo faz sentido! Esse parece ser um livro que definitivamente eu preciso dar uma chance de me conquistar da mesma forma que lhe conquistou. Vai pro skoob com certeza!

    ResponderExcluir
  7. Eu ainda quero ler esse livro e está até na minha lista de desse ano, mas ainda não tive tempo. Já li muitas resenhas que falam que ele é bom e isso me fez querer saber como é pela minha visão, além de que o filme será lançado dia 21 (meu aniversário). Adorei o blog e já está em meus favoritos.

    Meu blog: www.umcontainer.com

    ResponderExcluir